Seguidores ;)

domingo, 10 de fevereiro de 2013

Identidade Secreta - Capítulo 36

Identidade Secreta



Capítulo 36 - Peter, o mercenário


(Antes de sair)...



Emi estava agachada dando os últimos retoques no vestido de Mariana...



Emi: Nico não deixará que te façam perguntas desagradáveis (enquanto ajeitava o vestido de Lali) de qualquer forma, estão avisados

Euge: Farão perguntas do mesmo jeito. Não fique nervosa e sorria. Quando não quiser responder, se faça de surda, mas acima de tudo não perca o sorriso



Euge estava preocupada. Esperava que Mariana tivesse forças para agüentar sem perder a compostura, mas, sobretudo, esperava que Peter impedisse que a atropelassem com perguntas desagradáveis...



Mariana: Já sei como me comportar na frente da imprensa



Quando saísse, voltaria a ser uma figura publica, todos iriam querer saber sua versão sobre o sequestro, mas o que realmente lhe preocupava, era a reação de Peter. Ele havia assegurado que não se irritaria, mas Mariana não estava tão convencida. Além disso, quem garante que esse louco não esteja entre os convidados? Não havia visto seu rosto... só sabia que podia ser qualquer um, e isso lhe dava pânico. Mesmo que Eugenia tenha dito que todos estavam localizados em pontos estratégicos para cuidá-la, sentia mais medo que em toda sua vida. Emi terminou de ajeitar o vestido e se levantou para olhá-la. Não precisava dizer nada. Tudo estava dito. Mariana adotou um sorriso deslumbrante e avançou para os fundos da casa. Parou antes de cruzar a porta e sua primeira reação foi ficar surpresa. O jardim estava espetacular. Realmente, Paula era boa nisso. Respirou fundo e avançou em direção a porta. Pablo estava em pé há poucos metros de distancia. Gastón estava do lado oposto de Pablo, perto dos jornalistas. Nico Vazquez estava na frente da porta esperando-a. Um movimento a fez se virar para ver como Nico Riera vinha por trás dela e se posicionava ao seu lado. Lali olhou para os jornalistas. Estavam entrevistando uma atriz que começou há pouco tempo. Mariana pensou que se fosse rápida talvez conseguisse passar despercebida e assim poderia procurar Peter antes que a vissem. Mas antes de descer os dois degraus que havia depois da porta, um flash a deslumbrou... tarde. Lali ergueu a cabeça e em questão de segundos esteve rodeada de flashes e jornalistas, gritando perguntas que ela não conseguia entender já que todos perguntavam ao mesmo tempo. Gastón e Pablo estavam na parte inferior da escada mantendo os jornalistas afastados. Lali sorriu como lhe haviam ensinado e desceu os dois degraus. Olhou para Nico V que gritava que ela não iria responder nenhuma pergunta. Só iria ter que agüentar que se cansassem de tirar fotos. Olhou para o outro lado, para que os outros jornalistas tirassem fotos. Então viu como abriram caminho. Mariana suspirou agradecida e pensando que estavam abrindo caminho para ela passar, mas ao dar o primeiro passo viu o verdadeiro motivo. Congelou no lugar em que estava e seu sorriso falhou quando Peter apareceu entre os jornalistas, parando na frente dela. A cara do moreno em questão de segundos passou de feliz para surpreendido. Ela o viu fechar os punhos com força e viu seu rosto assumir uma mascara de serenidade, mas Mariana percebeu pelos olhos de Peter, que ele estava furioso e com razão...



XxX: Que encontro maravilhoso! Compositor e cantora juntos pela primeira vez (falou uma das jornalistas)



Peter começou a se aproximar com seus olhos verdes cheios de raiva. Inconscientemente, Mariana, subiu um degrau de costas. Peter apertou a mandíbula se controlando ao chegar do lado dela. A pegou pela mão, obrigando-a a descer o degrau que havia subido, para depois deixá-la ao seu lado, completamente grudado nele. Uma mão deslizou pelas costas de Lali, abraçando-a, fazendo-a sentir uns dedos cravando no tecido do seu vestido. Mariana o olhou dominada, ele estava lindo com aquele traje negro, bem elegante. O problema era que ele não a olhava, seus olhos se concentravam em examinar tudo a sua volta...

    

Lali: Peter, eu ia te con...

Peter: Sorria (a interrompeu com ironia na voz e com um sorriso frio no rosto)



Mariana sentiu um calafrio porque em sua voz havia um toque de ameaça. Suspirou e voltou a erguer a cabeça, colocando seu melhor sorriso falso. Pelo menos ele estava ao seu lado e mesmo estando irritado, lhe dava segurança...



Jornalista: Diga-nos, Lali, Como se senti ao voltar a aparecer em publico depois de tanto tempo? Com medo, animada, nervosa?

Lali: Um pouco dos três (sem perder o sorriso)

Jornalista 2: Como vc se senti depois do sequestro? Acha que o homem voltara por você ou tem esperanças de que a policia consiga prende-lo? Algo muito improvável, pois não têm nenhuma pista do seguestrador

Peter: Essa pergunta é muito estúpida (com uma voz glacial. Mariana o olhou)



Apartir desse momento as perguntas foram todas superficiais. Tipo, se estavam felizes de se conhecerem, o que esperavam do novo cd, se realmente havia aprendido a dançar, o que a fez mudar tanto... Lali tratou de responder sendo simpática com eles, brincando, mesmo sabendo que não era isso que realmente queriam saber. Foram momentos tensos, mas ela tinha certeza que não teria conseguido se não fosse por Peter que ficou o tempo todo ao seu lado...



Peter: Já é o suficiente (depois da ultima pergunta ser respondida)



Imediatamente os jornalistas abaixaram os microfones e as câmeras, desiludidos. Peter agarrou a mão dela com dedos de aço e a obrigou a andar. Todos se afastaram deixando-os passar, em absoluto silencio. Não era o que Lali estava acostumada, sempre passava rodeada de guarda-costas entre os repórteres, está era uma mudança agradável. Olhou para Peter, que estava entrando na área da festa, onde varias pessoas quiseram cumprimentá-los, mas o rosto de Peter e o fato de estar quase arrastando-a, fez com que eles ficassem na vontade...



Lali: Onde estamos indo..? (tentando caminhar ao lado dele com normalmente, coisa impossível devido à velocidade do rapaz)



Peter não responder, apenas a olhou dizendo com os olhos para ela ficar quieta. Mariana preferia um milhão de gritos do que esse silencio frio. A levou até alguns arbustos fora da vista de todos e a deixou sentada na escuridão de um dos bancos. Peter cruzou os braços olhando para o nada e Mariana pensou que seria um bom momento para falar com ele. Antes de se levantar escutou um barulho que a fez pular em direção a Peter, assustada.  Ele não se moveu, mas também não se afastou quando ela se agarrou ao seu braço, o que a deixou mais tranquila...



Gas: Que noite! (emergindo das sombras) trouxe uns brinquedinhos pra vc, Peter. Pensei que poderia necessitar 



Peter tirou o palito e jogou para Mariana que agarrou no ar. Gastón abriu a maleta que havia levado e a morena, surpreendida, observou como Peter tirava um coldre axilar para colocar sobre a camisa branca. Depois colocou a pistola. Se agachou, levantou a barra da calça e ali colocou um canivete. Se levantou, armou o aparelho que usam para se comunicar, colocou o fone no ouvido e apertou um botão na altura do pescoço...



Peter: Posições? (falou pelo aparelho, permanecendo em silencio até que recebeu a resposta) Bom trabalho Gastón

Gas: Quem organizou foi Pablo

Peter: Vem cá (falou com Mariana, estendendo a mão na direção dela)



Ela, surpreendida demais para dizer alguma coisa, agarrou a mão dele, mas não saiu do lugar. Peter bufou e a puxou até que ficaram há poucos centímetros um do outro. Gastón entregou para Peter algo que parecia um pequeno botão, mas era muito mais fino. O moreno analisou Mariana dos pés a cabeça, deixando-a incomoda...



Peter: Olhe pro outro lado Gastón (O loiro com um sorrisinho, obedeceu. Mariana respirou fundo ao ver Peter se ajoelhando diante dela e mostrando o “botão”) isto é um localizador, sua posição aparecerá no PDA de Cande. Não vou me separar de você, mas é só para garantir



Suas mãos voaram pelas pernas dela e entraram por debaixo do vestido com familiaridade até alcançar a roupa intima. Percorreram às nádegas dela. Peter enrugou a testa ao notar que estavam descobertas...



Peter: Acho que com esse vestido vc não esteja usando sutiã (Mariana ficou vermelha, negando com a cabeça) Já está sem sutiã e tinha que colocar logo uma tanga (protestou aborrecido e Gastón soltou um assobio) suponho que vai trocar de roupa para a apresentação (Mariana assentiu)

Gas: E a cinta-liga e a meia calça? (disse como se tivesse falando do tempo. Mariana poderia ter caído na gargalhada pelo o irreal da situação se não fosse por Peter que parecia verdadeiramente irritado)

Peter: Se vc não percebeu, ela não está usando  

Gas: Estas mulheres de hoje em dia não têm decência (com voz de brincalhão) Coloca na parte da frente da tanga ou do lado

Peter: Não ficará muito firme, é pequeno e o tecido não é forte o suficiente

Gas: É melhor que nada



Mariana enrubesceu profundamente quando as mãos de Peter voltaram a deslizar por debaixo do seu vestido até alcançar novamente sua tanga. O que a fez se mover inquieta...



Peter: Se não quiser que eu tire isso, não se mova (a repreendeu. Estava concentrado em mover suas mãos o mínimo possível para não tocá-la muito. Mariana ficou rígida e envergonhada de como seu corpo reagia às caricias de Peter) Pronto, acho que aguentará, mas tome cuidado quando for trocar de roupa. E não tire a tanga

Mariana: Mas Emi me trouxe uma mini!

Peter: Então vista uma calça



Pegou seu palito das mãos dela e vestiu. Mariana mordeu o lábio inferior tentando segurar as lagrimas. Peter podia estar com raiva, mas nunca havia falado assim com ela. Lali deu meia volta para voltar à festa quando ouviu...



Peter: Até que Gastón não tome posição, vc não pode ir (informou, a fazendo parar) E eu já disse que vc vai ficar comigo a noite toda

Mariana: Mas eu estou com o localizador!

Peter: É para caso de emergência



Mariana piscou algumas vezes para evitar que as lagrimas caisem. Queria que a gritasse, que a insultasse, mas não queria que estivesse assim com ela, tão indiferente, tão profissional. Sabia que estava preocupado por sua segurança. Que diante dela estava o mercenário. Mas queria também o antigo Peter, o que fazia brincadeiras quando a abraçava para dormir, o que compõe com ela...



Mariana: Tentei te falar varias vezes... (começou a dizer pelas costas dele, estava nervosa reprimindo um soluço) Ontem a noite... (sua voz se quebrou) está irritado e com razão

Peter: Droga! (bufou e se virou rapidamente. A envolveu em seus braços trazendo-a para ele) Não chore, pequena

Mariana: Mas é que... (se separando para olhá-lo nos olhos, mas Peter a calou colocando o dedo em seus labios. E limpou suas lagrimas)

Peter: depois falamos disso. E estou irritado sim, mas não é pelo o que vc pensa



Voltou a abraçá-la, se xingando em silencio por ser tão idiota e não ter percebido antes. Mariana tremeu em seus braços. Estava assustada. Até agora ele não havia percebido porque aparentemente, quando a havia visto, parecia serena e forte. Mas devia estar aterrorizada. Ser Lali, implicava que todo mundo soubesse o que aconteceu. A apertou mais forte antes de se separar para olhá-la. Ainda tremia um pouco, mas parecia que havia recuperado o equilíbrio...



Peter: Ninguem vai te machucar agora (sussurrou, segurando o rosto dela entre suas mãos)



Mariana assentiu.E quando ia abrir a boca pra falar, Peter aproveitou para roubar um beijo...



Peter: Depois conversamos



Agarrou a mão dela e a levou para onde estavam os convidados, para a festa, para o perigo... mas agora ele estava com ela.





Um comentário:

  1. Buenas, enhorabuena por el blog, me gustaría intercambiar enlaces contigo y que nos sigamos mutuamente.
    Un enorme saludo desde http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
    http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

    Oi, parabéns pelo blog, gostaria de trocar links com você e nós seguimos um ao outro.
    Uma saudação enorme de http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
    http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Deixem sua opinião sobre o que acharam da postagem! ;)

Clipe da semana